Boca seca, mãos tremendo e frio na barriga são algumas coisas que vivemos momentos antes de entrar “em cena”. Depois de muito tempo de preparo, eis que se inicia este momento tão esperado, revelar a todos a expressão da sua arte.

Nos preparamos tão intensamente para estes momentos, pois temos uma mensagem a passar para aqueles que nos prestigiam. Mesmo sem enxergar as pessoas que estão na plateia (por conta daquela luz ofuscante que vem em nossa direção), podemos “sentir” os olhares. Pode parecer apavorante, mas na verdade é libertador! A partir daquele momento, não há mais como voltar atrás e fazer de novo, por isso, devemos aproveitar este momento ao máximo! Sem nos preocuparmos com passos “certos” e sim com sentimentos que queremos transmitir. Encante a plateia com a sua arte!

Este sentimento é tão libertador que chega a ser tão viciante que, quando saímos do palco, não vemos a hora de voltar.

Um grande beijo,
Marina Peretto